terça-feira, 10 de julho de 2012

Simples, somente...



E eu quero fazer mais
Ser mais
Descalça em linhas retas
No chão compasso de alegria
Danço, girando em pernas
De bailarina, de colombina
Delírio de sentir-me imensa
Diante de apenas
De somentes
De estar eu e você
Assim
Sem medo de ganhar
De viver
De saber o que é a vida

Senta e acalma
Porque viver é acalmar-se
Enquanto o mundo lá fora
Não se detém em planos simples

2 comentários:

cáh disse...

Lindo texto... parabéns!

Bjks

Cáh

Margot Félix disse...

Eita que delícia!

;)