quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Quaresma




A mulata já não samba mais
Quarta feira de cinzas
Estão todos dormindo
Perdidos de saudades
Da folia que se acabou

O surdo seco calou-se
Só rezas se ouvem, enfim
Quaresma amansa os pés cansados
E junta as mãos dos fieis.
Hoje, só o compasso da ave maria!

6 comentários:

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Que lindo seu blog! Amei o poema!

disse...

Obrigada Luciana.... seja bem vinda sempre!

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Vim ver se tinha post novo! Assim que tiver me avise! Beijos!!

disse...

Tô de volta ao mundo do blogg e advinha? tive q vir te ver!!! te amo amiga <3 saudades

Carol Morais disse...

Após o carnaval a vida perde um pouco da cor. Belíssimo texto minha flor! Estou feliz por ter voltado e por poder ler-te! Alimenta minha alma!

Solange disse...

Ai que saudade daqui! Pés e mãos cansados, de tanta procura e tantos abraços que não me levam a colo algum.. Bjs.Sol