segunda-feira, 27 de abril de 2009

Quem é Joaquim Barbosa?

"Enganaram-se os que pensavam que o STF (Supremo Tribunal Federal) iria ter um negro submisso, subserviente (...)"
Jurista brasileiro; ministro do Supremo Tribunal Federal do Brasil desde 25 de junho de 2003. É o único negro entre os atuais ministros do STF.


Em 22 de abril de 2009 o ministro Gilmar Mendes (sim, aquele que sem vergonha presidente do STF) e o ministro Joaquim Barbosa discutiram na sessão plenária do tribunal. Barbosa, vocalizando a posição de considerável parte da opinião pública, acusou o presidente da Corte de estar "destruindo a credibilidade da Justiça brasileira" durante o julgamento de duas ações - referentes ao pagamento de previdência a servidores do Paraná e à prerrogativa de foro privilegiado. Barbosa foi categórico ao afirmar: "Vossa excelência não está na rua, vossa excelência está na mídia, destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro". Disse ainda: "Vossa excelência quando se dirige a mim não está falando com os seus capangas do Mato Grosso". Mendes se apressou em encerrar a sessão sem refutar nenhuma das acusações. O episódio lembrou um de agosto de 2007 no qual Barbosa acusou Mendes de estar dando um "jeitinho", através da Questão de Ordem, que seria um "atalho para se obter um resultado inverso ao que foi atingido ontem". Neste debate eles já tinham utilizado a expressão "dar uma lição de moral" um contra o outro.





Em artigo comentando o julgamento do Mensalão, no qual fez parte defendendo a aceitação das denuncias contra os quarenta réus, a Revista Veja escreveu: "O Brasil nunca teve um ministro como ele (...) No julgamento histórico em que o STF pôs os mensaleiros (e o governo e o PT) no banco dos réus, Joaquim Barbosa foi a estrela – ele, o negro que fala alemão, o mineiro que dança forró, o juiz que adora história e ternos de Los Angeles e Paris". Segundo a Veja: “O ministro Joaquim Barbosa, mineiro de 52 anos, votou em Lula, mas foi implacável na denúncia do mensalão (...)"



Breve Biografia:
Joaquim Barbosa nasceu em Paracatu, noroeste de Minas Gerais. É o primogênito de oito filhos. Pai pedreiro e mãe dona de casa, passou a ser arrimo de família quando estes se separaram. Aos 16 anos foi sozinho para Brasília, arranjou emprego na gráfica do Correio Braziliense e terminou o segundo grau, sempre estudando em colégio público. Obteve seu bacharelado em Direito na Universidade de Brasília, onde, em seguida, obteve seu mestrado em Direito do Estado.
Prestou concurso público para Procurador da República, e foi aprovado. Licenciou-se do cargo e foi estudar na França, por quatro anos, tendo obtido seu Mestrado em Direito Público pela Universidade de Paris-II (Panthéon-Assas) em 1990 e seu Doutorado em Direito Público pela Universidade de Paris-II (Panthéon-Assas) em 1993. Retornou ao cargo de procurador no Rio de Janeiro e professor concursado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Foi Visiting Scholar no Human Rights Institute da faculdade de direito da Universidade Columbia em Nova York (1999 a 2000), e Visiting Scholar na Universidade da California, Los Angeles School of Law (2002 a 2003). Fez estudos complementares de idiomas estrangeiros no Brasil, na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Áustria e na Alemanha. É fluente em francês, inglês e alemão.

Fonte: Wikipédia


Surge um herói na tão delicada justiça brasileira??

28 comentários:

Kuromi Markgraf disse...

Aquele que é um jurista9ele jura demais xD), o ministro do Supremo Tribunal Federal do Brasil desde 25 de junho de...(viva a Google)

Bem, ele não é nenhum dos meus vizinhos eu tenho certeza!

E o seu "mundo" é bem lekkaal! *o*

E, é a primeira vez que eu faço pesquisa pra um blog xDDD

Tirei nota?!

Espero que tenha um tempinho para fazer-me uma singela visitinha ;D

Abraço

Renan Barreto disse...

Só tenho uma coisa a dizer desse caso, Rê: TOMA GILMAR!!!!!! Adoro, isso. rs Dá-lhe Joaquim. Excelente escolha, Rê.

bjo!

Valeu!

Priscila Lima disse...

Parabens pelo seu blog
Abraço
Priscila Lima.
"É agente tem esperança de uma nação melhor..rs"

Jonh.St disse...

Só tenho uma coisa a dizer desse caso, Rê: TOMA GILMAR!!!!!! Adoro, isso. rs Dá-lhe Joaquim[2]

Gustavo Santiago disse...

Quem dera nossos políticos fossem assim.. muito bom!

Branca disse...

Bravoo!!!

Need Most Wanted disse...

OIee ..parabenss belos assunto ...vlww abraçoss

Fábio Flora disse...

A discussão entre os ministros do STF já está entre os "melhores" momentos do ano, guardadinha para o "Retrospectiva 2009". Abraços e sucesso com o blog!

Filipe Marquez disse...

Estou diante de um héroi tipicamente brasileiro, não por ser negro..mas por não ter medo de dizer as demais excelencias que a nossa cupula judiciária está infectada pelo virus de meia tijela...

Dale Ministro..

JuANiTo disse...

Espero que ele não se acomode e continue lutando e falando sobre o que não achar justo!

Jonathan Flexa disse...

Porque Gilmar Mendes é sem vergonha? Você descreveu os acontecimento mas o que entende do ocorrido? Qual sua versão?

Wander Veroni disse...

Oi, Rê! Muito legal vc repercutir esse fato. O Joaquim Barbosa lavou a alma de muitos brasileiros que queriam dizer isso ao Gilmar Mendes. Infelizmente, a corrupção chegou no judiciário.

Abraço

disse...

Oi Jonathan Flexa

Esse post é sobre Joaquim Barbosa e toda a sua luta para tentar limpar um pouco o STF.

Quer saber sobre Gilmar Mendes (e tenho certeza que sabe pelo menos um pouco, pq qq brasileiro consciente do país que vive sabe de suas sem vergonhices)???
Vá até o post FORA GILMAR, PELO FIM DA IMPUNIDADE!!!

Jonathan Flexa disse...

Gostei do seu comentário, valeu. Achei tão pertinente que respondi lobo abaixo.
Espero sua leitura em posts futuros.

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

eu o vejo em um canal desses aí... tvjustiça. tvsenado.... sei qual não.

sofismo disse...

Ótimo post, excelentes comentários.
Parabéns
Sobrando um tempinho, visite meu blog

Alberto Lozéa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rogerio Martins disse...

Herói? Um tanto exagerado isso. Pelo o que ouvi de outras pessoas comentando sobre o fato ninguém lá é santo. Portanto, acredito ser prudente algum cuidado para nomear heróis e vilões, independente da raça, credo, histórico etc

Adriano Ferreira, CM disse...

olha, conheço pouco dos tramites no judiciário, mas o suficiente para saber que o gilmar mendes é baita dum bandido vestido de beca.quanto ao joaquim, pode até ser tão corrupto quanto o gilmar (o que duvido), mas só de ter a coragem de dizer o que disse, merece a alcunha de heroi sim. quem disse que heroi precisa de ser santo?

abraço, adorei o blog, vou seguir!

disse...

Quando coloquei a palavra "herói" me lembrei do Pedro Bial chamando aqueles pretensos sucessos de 15 minutos do BBB da mesma forma.
Um pelo outro, melhor o Joaquim Barbosa, não é???
O país anda carente de 'heróis', então, porque não?
Abços

Adriano Ferreira, CM disse...

como eu disse acima, herói não precisa ser santo, tem que ter coragem de tomar a atitude certa na hora certa. e assim, diante das cãmeras, o joaquim teve coragem de dizer aquilo que o mundo todo precisa ouvir. foi herói ali, naquele momento. tomara que tenha coragem de continuar sendo.

Polaroidk, o da foto disse...

Realmente, não é só o Obama que anda agitando (:
Se puder da uma comentada basica (:
http://polaroidk.blogspot.com

Eu amo a E.Y. disse...

Enfim, sem dúvida que o Gilmar Mendes não é flor que se cheire, mas o nobre Joaquim Barbosa peca pelas atitudes espetaculares.

Ou seja, na minha visão, nem tanto ao mar, nem tanto à terra...

Beijos!

Moça do Fio disse...

Herói... desnundando esta palavra de conceitos indevidos que ela adquiriu ao longo do tempo, até que é uma boa denominação para este juiz. Um cara admirável, digno de nosso respeito e consideração.

Que nossa Justiça seja melhorada.

Beijos!

Ana Paula disse...

heroi ou nao, esperamos que faça algo de melhor pelo país :)
um bjooo re!!!

Dona Sra. Urtigão disse...

Por isso que gosto daqui, informação e discussão.
Quanto ao tema, creio que cada um acaba tendo um preço. É só atingi-lo. Quanto a heróis, sempre depende do ponto de vista. Quem tira uma lagarta de uma folha, é o herói da planta e o vilão da lagarta. Nenhum de nós pode jamais saber o que se esconde atras de um ato, qual a verdadeira intenção, qual a motivação.

Nat Valarini disse...

Olá flor!

Com toda a certeza, uma atitude como essa - que poucos têm a iniciativa de tomar - deve ser propagada relembrada, sempre.

Afinal, se brasileiro é um povo de memória curta para coisas bizarras, veja lá para uma coisa como esta, né?

Só tenho que lhe dar os meus parabéns. Sou fã do seu blog.

Kiso

palavraacida disse...

Quem é Joaquim Barbosa? É nada mais nada menos que um juiz de verdade!