segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Chega de Caso Sério


Esses dias estava conectada, prestando mais atenção na TV do que no computador propriamente dito, quando escutei aquele som tão peculiar do messenger e uma janela aberta com um “Oi, tudo bem?” . Aquele nome estava na minha lista há algum tempo, mas não me lembrava quem era a figura que usava-o. Olhei a foto para clarear a memória e nada! O rapaz era uma graça: moreno de corpo bem feito. Não faria mal se eu respondesse um “Olá”.

Quanto tempo tinha que eu não conversava com um total desconhecido? E a conversa se prolongou por umas três horas. Coisas sérias, besteiras, afinidades, risos e um convite para que a conversa continuasse pessoalmente. Se fazia tempo que não conversava com um desconhecido, mais tempo ainda não tenho um encontro assim, as escuras.

O encontro não rolou (ainda).

Fiquei imaginando há quanto tempo tenho encontros que não levam a nada e no momento gostaria de um encontro que me levasse a tudo.

Relacionamento sério!

(Duas palavras proibidas num primeiro encontro, pois afugentam para sempre aquele que pode ser o homem de sua vida.)

Durante a tal conversa no messenger o moreno de corpo bem feito me perguntou o que eu entendia por um relacionamento sério: comprometimento, envolvimento, respeito. Compartilhar cinema e problema, cama e mesa, aventuras e desventuras, poesia e prosa...

Logo em seguida veio um “resposta inteligente”.

Sim. Inteligente o suficiente para saber que o convite do vinho só sairia do vinho para o café da manhã por desejo meu. E não é assim? Uma taça de vinho, duas, três... o sorriso fica solto, as palavras ficam quentes e para esticar o corpo é um pulo. Se o café da manhã for servido em meio a olhares e conversa fácil a expectativa de se prolongar essa sensação boa cresce.

Aquelas duas palavrinhas voltam a mente: relacionamento sério.

Dá para investir?

Certo mesmo é que quero acabar com o caso sério - Rita Lee não faz mais minha cabeça – e dar um novo passo.

Certo mesmo é que para viver um grande amor é preciso topar com grandes pedras pelo caminho.

Agora é investir em encontros com vinho, beber com moderação e esperar acontecer. O que tiver de ser, será. Será?

9 comentários:

O mundo de cada um disse...

Boa soret nesse encontro. Eu ultimamente tenho encontrado pessoas muito legais na internet, com bastante afinidade, que pena a distância

Géssica Santiago disse...

Primeiro, a pergunta que não quer calar,já tá com internet?! rsrs
E segundo,Boa Sorte!!
Acho que se não tentarmos, não adianta né?
As coisas não caem do céu, vai muito da pessoa deixa se permitir.


"Deixe-se acreditar, nada vai acontecer, tudo pode ser, nada vai acontecer, não tema..."
Beijos, moça!

Géssica Santiago disse...

Primeiro, a pergunta que não quer calar,já tá com internet?! rsrs
E segundo,Boa Sorte!!
Acho que se não tentarmos, não adianta né?
As coisas não caem do céu, vai muito da pessoa deixa se permitir.


"Deixe-se acreditar, nada vai acontecer, tudo pode ser, nada vai acontecer, não tema..."
Beijos, moça!

Patrícia disse...

Sorte no encontro!!!
bj!

Júlia Fernanda Maria disse...

Eu, como fã da Rita Lee, confesso que o que me motivou a ler este post foi o título dele. Risos.

E realmente esta música transmite bem o que é este Caso.

"Eu tô pensando em nós dois, cada um na sua, perdidos na cidade nua, empapuçados de amor numa noite de verão, ah que coisa boa..." ;-))

Eu desejo sorte neste encontro. Se ele se tornar um Caso Sério... bom, isso aí você só saberá quando acontecer.

Beijo.

Nikki disse...

CASO CLÁSSICO: conversinhas de msn que vão prolongando horas a fio, revelando afinidades, interesses até que a coisa fica tao interessante que o tão esperado encontro acontece! Mas e depois?!

Eu já vi esse filme.. só não sei como termina!

Esse negócio de caso sério é um caso sério! rsrs

Pq um "caso", é um relacionamento, mas que ocorre de maneira, digamos... mais superficial, em que não se tem necessariamente comprometimento, envolvimento... respeito sempre tem que ter! E parece que esse bendito do respeito vai puxando outras coisas junto, tipo o comprometimento, sabe? e é a hora que vc se envolve e a coisa fica séria! aí danou-se! pq o caso deixa de ser caso quando é sério... mas se não é caso é o que?

Bom, é algo a se pensar...


(...)


Bjos Lady Re!
fico feliz que a net voltou! apareça mais vezes! ;)

Nikki disse...

PS.: Boa sorte!!! ;)

disse...

Essa é, sem dúvida, a melhor definição para CASO!!!!
Perfeito.
E pensar que vivi isso por tanto tempo. Quero mais nao.... SOCORROOOOOO!
rsrsrsrs

carlos daniel disse...

É complicado esses encontros as escuras, não existe um manual ao certo, o que se pode e o que nãos se pode fazer. Geralmente quando tenho esse tipo de encontro, procuro ser o mais natural possível, acho que isso é fundamental para qualquer início de relação.