quinta-feira, 13 de maio de 2010

O surto nosso de cada dia!


Estava tentando adaptar um texto para o espetáculo de teatro e me peguei imaginando o que me irritava demais nessa vida para escrever sobre os surtos nossos de cada dia.


Imaginem a cena:


Lugar: Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro.

Dia: 24 de julho, ápice do inverno.

Horário: 02h35min da madrugada.

Temperatura: 8 graus

Sensação térmica: -5 graus


Colocar o dedo para o lado de fora da janela por mais de cinco minutos é caso de congelamento certo com direito a amputação depois, mas dentro do quarto tudo é calor. Tudo aconchegante com aquecedor ligado, vários edredons na cama, moleton, meias de lã...

De repente uma vontade imennnnnnnnsa de fazer xixi. A vontade de fazer xixi no frio aumenta drasticamente como se fosse um castigo divino de algo que ficou mal resolvido na última vida.

Como é mesmo o nome daquele penico que usam em hospitais para os doentes que não podem se levantar?* Porque eu não tenho um destes???

Tá, pensar essas besteiras não aliviará minha bexiga. Não tem jeito. Rastejo lentamente para fora da cama tentando me mexer o mínimo possível, para não espantar o calorzinho do corpo. O banheiro fica ali, a três cômodos do quarto, mas parecem quilômetros sem fim. Nem acendo as luzes e sigo tateando o caminho. E no terceiro passo para dentro do banheiro algo sai errado...


AHHHHHHHHHHHHHHHHHHH EU MATO ESSE FILHO DA P#T#. QUEM FOI O CORNO DO C###LH# QUE TOMOU BANHO E INUNDOU A M#RD# DO BANHEIRO?? QUEM FOI O DESGRAÇADO DE UMA P#RR# QUE SAIU DO BOX PINGANDO DEIXANDO POÇAS DO TAMANHO DE C#S NA P#RR# DO CHÃO DO C###LH#??? EU MATO!!! V##DO, FILHO DE UMA P#R#NH# DESGRAÇADA DE UMA P#RR#...


Meias molhadas!!!

Quase nada...

Fresca?? Eu????

Que isso... e nesse dia eu nem estava com TPM!!!

* O nome do tal penico de hospital é comadre!

10 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Renata, sua narrativa lembrou-me um hotelzinho em que meu irmão ficou hospedado quando participou de um festival de música numa cidadezinha aqui das redondezas...rsrs(banheirto comunitário) quinhentas pessoas na fila do banho..rs
Já foi conhecer o Espaço Aberto? Apareça, tem o link lá no Verseiro, aproveite e me faça uma visita...rs..é um blog de variedades...feito por amigos para os amigos...
E ai como esta a faculdade?
Um abraço na alma...beijo

Felipe disse...

HUSHSUHSUSHSUHSUSHS ri muito..
meu qaurto e no 1ª andar da casa e a cozinha e´no segundo... vai entender minha mae... quando fico com sede a noite eu morro pra pegar água g.g sim eu te entendo.

Airton disse...

oiii poo
ri dmais com o surto do nada ae
hehehehe
imaginei a situação

Cristiano Contreiras disse...

Oi, Rê

além de extremamente bem feito ,teu espaço é bem feminino e gostei do estilo!

Parabéns pela proposta, te sigo.

lopes disse...

KKKKkkkkkkkkkkkkkk!
Eu ri.
Sorte que nesse dia vc não estava em TPM...
Quem nunca surtou assim que atire a primeira pedra!
Adorei a narrativa, e as fotos são bastante criativas.
http://identidade-cultural.blogspot.com/

lopes disse...

Eu ri muuito com a sua história!
Vira e mexe me vejo em situação de estress... Quem nunca surtou que atire a primeira pedra!

Dona Sra. Urtigão disse...

Hiáhiáhiá!

Ah! Mas que saudades desse frio de Petrópolis! Eu era feliz e não sabia!

Sequelanet disse...

rsrs
bem engraçado esse texto. TPM forte essa.

Paulo Tamburro disse...

OI COMADRE, não desculpe:RENATA (rs).

Que situação , heim minha amiga?

Toda molhadinha, pé, enfim...

Coitadinha.

É por isso que mamãe sempre me dizia:

-Filho veja bem onde pisa (rs).

Um abração enorme, grandioso, caliente e carioca.

mara disse...

Adorei..rsrsr