quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Tentando


"Se entornaste a nossa sorte pelo chão
Se na bagunça do teu coração
Meu sangue errou de veia e se perdeu"


Ela se debruça na janela pela manhã, sente o cheiro da primavera que desabrocha em tons de lilás e percebe que há muito que fazer nos próximos dias. Precisa colocar os sentimentos em ordem e começar a caminhar de volta a vida que a tanto está perdida. Isso significa limpar as gavetas do coração, jogar fora todas as tranqueiras que guardou nos últimos anos, tirar o pó do que ainda merece ser guardado e expor o que um dia deixou pra trás de forma errada e tinha que ser recuperada em prateleiras altas e firmes.

O dilema maior era escolher o que deveria ficar e o que deveria ir embora.

Eram tantas coisas, tantas recordações, tantas palavras ditas...

Quais os momentos que mereciam ser lembrados? Quais as fraquezas deveriam ficar para que sempre se lembre que nada pode ser feito sem ter conseqüência? Quais os medos mereciam ficar ali no cantinho para saber o que deveria ser repetido e o que não deveria?

A vida ensina, mas às vezes não se assimila.

E sem mais nem porque ela resolve deixar tudo como está. Isso não é o certo, mas era o que ela estava acostumada a fazer: deixar as coisas se acomodarem sozinhas achando que tudo ficaria bem. Mais uma vez ela achava que poderia esconder os restos de um mundo sofrido embaixo do tapete.

E ali, naquela janela, observando atentamente o movimento da vida, ela resolve deixar tudo em aberto na expectativa que ainda seria feliz sem ter que arrumar a bagunça que deixara pra trás. A bagunça do coração lotado de coisas que deveriam ser entregues de vez ao passado.

9 comentários:

Solange disse...

Rê..
verdade absoluta!
quem está nessa janela sou eu..
bjs.Sol

Betty Gaeta disse...

Oi Rê,
Texto um tanto melancólico, mas tão bonito ... Amei.
Bjkas e uma ótima noite para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

disse...

Essa semana meu nome é Melancolia... [música dramatica ao fundo]
rsrsrs

Fabiane Aline disse...

Esse é o maior problema que enfrentamos: deixar certas coisas no passado e seguir em frente. Como é difícil esquecer certas coisas né? Tem situações que não saem da cabeça e muito menos do coração. Beijinhos.

Betty Gaeta disse...

Oi Rê,
Não conhecia a boxgraphia. Fui lá e adorei! Lojinha tentadora.
Bjkas e uma boa noite para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Betty Gaeta disse...

Oi Rê,
Tenha um final de semana maravilhoso.
Bjs

mundoZth disse...

Antes de tudo Obrigada pelo... "Mais uma vez ela achava que poderia esconder os restos de um mundo sofrido embaixo do tapete"
Foi bom ler isso antes de me "refazer", soou pra mim como um LEMBRETE!!!
Bjus Rê (Visite a Ilha de novo) Será sempre BEM VINDA!!

legalmente loira... disse...

Oi amiga, vim matar a saudade e pedir desculpas pela ausência, a vida é feita de pausas e estou fazendo a minha logo volto.
texto muito bem feito mas triste...
otimo final de semana com bjos

Sandra Portugal disse...

Oi, estou visitando seu blog pela primeira vez e simplesmente amei os etxtos, a forma, as cores, as escolhas! Parabéns
Sandra P http://projetandopessoas.blogspot.com//