terça-feira, 5 de agosto de 2008

Não custa nada colocar em prática.

Essa semana recebi um texto por e-mail que tinha como título “PARA QUE SERVE UMA RELAÇÃO?”. O texto seria de Dráuzio Varella, mas não estou bem certa disso. Fui pesquisar e percebi que demorei a receber tal texto, pois a net já está cheia dele.
De qualquer maneira achei que valia a pena colocá-lo aqui.
Quem não conhece, acho que vai gostar. Quem já conhece, nunca é demais dar uma segunda lida.



"Uma relação tem que servir para você se sentir 100% à vontade com outra pessoa, à vontade para concordar com ela e discordar dela, para ter sexo sem não-me-toques ou para cair no sono logo após o jantar, pregado.

Uma relação tem que servir para você ter com quem ir ao cinema de mãos dadas, para ter alguém que instale o som novo enquanto você prepara uma omelete, para ter alguém com quem viajar para um país distante, para ter alguém com quem ficar em silêncio sem que nenhum dos dois se incomode com isso.

Uma relação tem que servir para, às vezes, estimular você a se produzir, e, quase sempre, estimular você a ser do jeito que é, de cara lavada e bonita a seu modo.
Uma relação tem que servir para um e outro se sentirem amparados nas suas inquietações, para ensinar a confiar, a respeitar as diferenças que há entre as pessoas, e deve servir para fazer os dois se divertirem demais, mesmo em casa, principalmente em casa.

Uma relação tem que servir para cobrir as despesas um do outro num momento de aperto, e cobrir as dores um do outro num momento de melancolia, e cobrirem corpo um do outro quando o cobertor cair.

Uma relação tem que servir para um acompanhar o outro ao médico, para um perdoar as fraquezas do outro, para um abrir a garrafa de vinho e para o outro abrir o jogo, e para os dois abrirem-se para o mundo, cientes de que o mundo não se resume aos dois."

10 comentários:

Jonatas Fróes disse...

Poxa, eu não conhecia esse texto também. Achei ele lindo, um ótimo resumo de como as coisas devem ser. Tudo bem que nem sempre é assim, mas é bom lembrar, ter como referência, como pode ser ;~

;*

http://musica-holic.blogspot.com/

www.manufaturanova.blogspot.com disse...

Rê, eu não conhecia e a-m-e-i esse texto! Vou guardar pra mim!! ^.^
Muito belo!!

Muié quase dois mil vírus?!?!? O.O""
Eu tenho pavor desse bicho!! Eu baixo poucos programas e quando já me atrevi a baixar veio uma ruma de cavalo de tróia que nem barata voadora que dá aquelas rasantes na cabeça da gente.O Ó! Espero que teu pc siga vivo e você mais ainda!!X))) Um bjao linda!!

Jhonny Rotten disse...

Eu nunca tinha lido esse testo do Dráuzio Varella.

Gostei dele e da até para refletir na relação

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! disse...

acho que demorou a chegar em mim tbm
mas bem legal
acho que é exatamente assim que tem que ser uma relação

passa no meu blog
abraços

http://blogaragem.blogspot.com
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=48465553

Edu França disse...

Eu escrev sobre esses desencontros, sobre encontros tbm, coincidência, estamos em sintonia!

Ronaldinho disse...

Recebi esse email tambem, é dificil acreditar em quem assina esses emails né?

mas o texto é bom

Alex disse...

Não tinha conhecimento desse texto do Drauzio. Muito legal! É interessante perceber que as vezes estamos com alguém que na verdade ela não está nos fazendo tão bem quando deveria. Afinal "uma relação tem que servir para você se sentir 100% à vontade com outra pessoa..."
É tão óbvio, mas tão dificil perceber isso as vezes...
Ah..Renata com relação ao Drexler sugiro que ouça o primeiros discos do rapaz. Por exemplo: Llueve, Radar, Sea e Vaiven. E claro o 12 segundos de oscuridad.

tiago disse...

Nossa, goatei muito desse texto.
Tem um da Rachel de Queiroz que vejo um "estilo" igual a esse de escrever. Por mais que seja quase impossível cópia de estilo ao escrever textos.
- O título é "O Amor"

Espero que goste tanto quanto eu gostei desse.
Aliás, acho que vou roubar pra pôr no meu qualquer dia ou então imprimo.


P.S: "O AMOR" trás uma das mais perfeitas descrições do que é o amor que já vi.

Lana Haydée disse...

Oi, Rê! Estava com saudades daqui.
Eu não conhecia o texto e me apaixonei!!!
Você, como sempre, acertando em cheio!!!

Leonardo disse...

Nossa muito legal o texto, também não conhecia. Deus queira que minhas relações sejam assim! E as suas também! Abraço.

Leonardo