quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

O que passa na cabeça deles?

O bispo católico Richard Williamson que causou uma polêmica internacional ao negar a extensão do Holocausto está de volta a sua terra natal, a Grã-Bretanha.
Na semana passada, o governo da Argentina, onde morava o bispo, deu a ele dez dias para deixar o país ou ser expulso, citando irregularidades na sua solicitação de imigração e condenando seus comentários sobre o Holocausto, chamando-os de "profundamente ofensivos à sociedade argentina, ao povo judeu e à humanidade". Foi expulso!
Ultraconservador, ele disse acreditar que não morreram mais do que 300 mil judeus nos campos de concentrações nazistas e que as câmaras de gás nunca existiram. O número amplamente aceito é de 6 milhões de judeus mortos.
A Argentina é lar de uma das maiores comunidades judias fora de Israel. O ministro do Interior da Grã-Bretanha não quis comentar o caso. Negar o Holocausto não é um crime específico na Grã-Bretanha.
Cercado por um grupo de policiais armados e seguranças particulares, Williamson se recusou a responder as perguntas dos repórteres antes de ser retirado do aeroporto de Heathrow e colocado em um carro preto, que o esperava.

O papa Bento 16 irritou líderes judeus e muitos católicos em janeiro, ao suspender a excomunhão de Williamson e três outros tradicionalistas, revertendo uma decisão do Vaticano em 1988.
O Vaticano exigiu que Williamson retirasse o que disse, mas o bispo respondeu que precisa de mais tempo para rever as provas da existência do Holocausto.
Organizações judias e a chanceler alemã, Angela Merkel, criticaram o papa pela suspensão da excomunhão de Williamson, que pertence à Sociedade de São Pio X.
A negação do Holocausto é um crime na Alemanha, e os promotores da cidade de Regensburg estão investigando Williamson pelos comentários.
Sites e blogs neonazistas publicaram textos apoiando a posição de Williamson.

...

Hoje, um tribunal alemão condenou um advogado de ultradireita por três acusações de incitação ao ódio racial e por negar a ocorrência do Holocausto. Horst Mahler foi sentenciado a seis anos de prisão.
Mahler, 73 anos, ex-militante da esquerda, foi um dos fundadores da Fração do Exército Vermelho, mais tarde se tornou um ativista de direita e aderiu ao partido neonazista NPD em 2000.
Na Alemanha, negar o Holocausto é crime passível de pena de cinco anos de prisão.
Mahler é reincidente, e foi condenado a um ano adicional por não ter se arrependido, disse o tribunal.
Ele foi indiciado depois de proferir um discurso no qual negou a existência do Holocausto, e depois de divulgar notas nesse sentido pela Internet. Durante o julgamento, até suas alegações finais, manteve sua postura.
...
O mundo está ficando doido ou sou eu que não entendo mais nada??

34 comentários:

Lê Stabiili disse...

rsrsrs....Chega a ser engraçado...
Acgo que todos nós não entendemos mais nada!!!
Ainda não li muito sobre este assunto, mas escutei comentários e achei simplesmente um grande absurdo...
Acho que estamos perto do fim...


Muito bom e interessante o post!!!

Abração tudo de bom e boa noite!

Blog do Camelo disse...

Se eu fosse algum tipo de autoridade, levaria esse cara até os campos de concentração nazistas .... iria esfregar na cara dele o que ele diz não ter acontecido ... muito FDP .....

André :) disse...

300 mil para 6 milhões, pequena diferença não?
Tem alguns bispos, padres que parecem que vivem em outro mundo, porque nunca vi falar tanta bestera...

Até.

Wander Veroni disse...

Rê,

uma atitude mais do que certa, pois declarações desse tipo só ajudam alimentar ainda mais o preconceito. Os formadores de opinião precisam pensar duas vezes antes de incentivar essa bandeira que causou tanta vergonha no mundo: o holocausto.

Bjs

Dual disse...

axo qe o povo axa meio qe tem o poder do mundo..mas a coisa num funciona assim!

=D

Lucas disse...

Mais uma loucura. Nem os próprios nazistas se arriscaram a desvaneios como a desse Bispo. O que ele acha que é? Talvez é dado poder demais a instituição Igreja, o que diminui o espaço do Estado e faz de loucos como esse pessoas dignas de atenção. Não, não discuto nenhum mérito religioso, mas sou contra a eterna intervenção da Igreja nas questões de Estado. Ser laico é a obrigação de qualquer Estado. Portanto, os competentes que punem esse sujeito e apenas lamento esse fato, não esqueçamos que algo parecido ja foi dito por Papas no passado, mas já não vem ao caso, lamento.

Gostei do Blog.

Abraços

André. disse...

nao vamos polemizar. existe a nossa verdade, existe a verdade deles e existe a verdade. que sentido teria eles se queimarem com o mundo inventando bobagens. to cagando para o que aconteceu. nao posso voltar ao passado e comer o cu do hitler, fazer em virar traveco pelas ruas de viena nos anos 20- o que passou passou. os israelenses tomaram no cu e se fuderam mas hoje sao um povo poderoso. tudo tem um preço. o que aconteceu nos campos de concentraçao alemaes e se houve mesmo um holocausto so inventando uma maquina do tempo...sou voluntario para a primeira viagem. nao existe necessidade de me trazer de volta.

disse...

/\
/\
''não vamos polemizar''
Com esse comentário eu não tenho muita certeza se o que vc quer é NÃO causar polêmica.
Mas vou respeitar seu comentário.

Kelly Jessie disse...

O mundo está ficando doido! É isso!

Groo disse...

Tá doido, mesmo. E o pior é que opiniões como a do bispo católico não são isoladas ou restritas a pequenos grupos, não. Muita gente também pensa assim. E não é "gratuitamente", não...porque há o componente do preconceito, mas há também o componente político, já que o governo sionista de Israel utiliza-se do holocausto para justificar compra de armas ( principalmente dos EUA) e "proteção ao povo judeu" ( no caso os ataques aos vizinhos árabes) - e com isso há até teses que procuram "diminuir" a extensão do holocausto e tentar, de certa forma, "reduzir" a complacência para com Israel, por exemplo.

No caso do bispo, foi preconceito, apenas. Mas há gente "séria" com essas teses por aí.

Só que o tiro sai pela culatra e acaba na verdade fomentando mais e mais o preconceito. O que é um perigo e tanto.

abs!

Renan Barreto disse...

Esse Bispo não devia ter falado uma bobagem dess, até porque é um formador de opinião. O Holocausto foi só um crime contra a humanidade e não so aos judeus. Hitler era um gênio louco e perturbado (estudei a história dele. Muito boa. Só a história, porque nada justifica os atos dele). Ele devia ter sido expulso da Igreja sim. Na Itália é proibido falar mal do Papa, na Alemanha é proibido falar mal do Holocausto e no Brasil, é poribido falar de quê? rrs

Valeu, Rê!

v.adena disse...

Re, uma coisa que sempre existiu e sempre vai existir é o ódio. E isso é irracional.
Pessoas radicais, extremistas, normalmente agem de forma irracional. Com ódio.
Sempre vai existir racismo. É natural do ser humano.
Nada mudou. Nem vai mudar. O que acontece é que essas questões foram abafadas na imprensa por boas decadas, mas sempre estiveram aí. Infelizmente.

Beijos.

PS.: Acho que, numa argumentação decente, palavrões são dispensáveis. Não gostaria de voltar aqui e ler palavrões em comentários de um blog tão bom.

Elcio Tuiribepi disse...

É brincadeira né... por isso fico pé atras com a igreja, e com as pessoas que a comanndam...
Ah...não deixe de comentar, aquém ou não aquém...rsss
Um abraço na alma...

disse...

VI
Eu tb não sou adepta a palavrões em meus posts e comentarios, mas estou tentando não usar nenhum tipo de censura por aqui.
Se a coisa tomar proporções maiores e começar a incomodar meus leitores, prometo rever meus conceitos anti-censura!!!

disse...

/\
/\
/\
Ficou com um tom ameaçador???
rsrs
Não foi essa intenção!!!

Jônatas Targino disse...

BLOG MAÇA AE VLW

Móó legal disse...

não gosto nem de pensar nessas coisas...
a realidade é que só de pensar que uma das pessoas que a sociedade mais confia tá fazendo algo muito errado pe triste....


--
www.moolegal.wordpress.com

Celma Araújo disse...

Uma confusão tremenda....e onde esta Deus nesta hitória?
Cadê o Cristianismo?
A Igreja catòlica precisa rever mtos dos seus conceitos.....
bjos
Me visite tbm...
http://entaoleia.blogspot.com/
http://entaoleia.blogspot.com/

Millena Moderadora disse...

O MUNDO ESTÁ LUOCO E NOS DEIXANDO TAMBÉM..
GOSTEI DO BLOG.
SE PUDER,VISITE O MEU.
TE CUIDA!
BOA QUINTA PRA TI!

Nat Valarini disse...

Boa tarde Rê!

Parabéns pela iniciativa de divulgar isto, eu mesma, confesso, não estava sabendo deste fato.

Não dá pra negar o holocausto e repetir isso de forma exaustiva na esperança de que isso se torne uma verdade absoluta.

A verdade é que nós nunca vamos conseguir um número preciso de vítimas no holocausto, da ditadura, ou de tantos massacres que ocorreram, mas, em todo caso, geralmente são números expressivos.

Desculpem-me os católicos, mas a ICAR sempre foi cheia de pessoas que apoiam o nazismo, a pedofilia e todo o tipo de escrotice. Logicamente, não são todos, nunca podemos generalizar, mas está cheio, como em qualquer lugar.

Não sei, sinceramente, se me choca mais um camarada que declara isso publicamente ou se as pessoas que compartilham, mas mantém sua postura em segredo, abrigados pela hipocrisia.

Sem mais embromações, independente de valores morais, posturas como a deste 'cara' e a do 'papa' estão aí para alimentar ainda mais o ódio racial. Mas quem não sabe que o papa é um tremendo... deixa para lá! (Para bom 'entendedor', meia palavra basta!).

Ps.: Rê, gostei muito do seu blog!


Kiso

http://garotapendurada.blogspot.com/

Wander Veroni disse...

Rê, querida: só passando pra lhe desejar um bom dia...hehehe. Como já comento aqui com certa regularidade, acho que na home não tem nenhum post que eu não tenha dado um pitaco. Bjs

Daian Nosoliny disse...

Na verdade nós não estamos loucos, e sim esses velhos conservadores que não acreditam que os tempos mudaram...

Moça do Fio disse...

É lamentável que algumas pessoas ainda pensem que o holocausto é invenção.

Parabéns pela forma clara com a qual escreveu o texto.

30 e poucos anos. disse...

O mundo está de cabeiça para baixo...o certo está se tornando dividoso e alguns principios começam a ser questionados....!!!

Avassaladoras Rio disse...

Querida amiga avassaladora...
Muito polemico mesmo. Por rzoes de ordem pessoal não vou alongar meu comentario.
venha nos visitar, acompanhe o blog e concorra ingresso para AVENIDA Q

Ana Carolina disse...

é a sacanegem que ainda existam pessoas que não acreditam no holocausto ¬¬'
ótimo post!

www.manufatura-nova.blogspot.com disse...

Quando vejo coisas assim, penso que sou um ET...

E penso tb que o mundo se tornou um hospício.

Jonas Migotto disse...

é o mundo de hoje em dia esse infelizmente :/

Gisela Melloso disse...

Rê,

O mundo esta ficando doido mesmo, e esta difícil de entender o "todo".
Negar ao Holocausto é um ato a meu ver de preconceito e isso é uma vegonha, pior ainda é Williamson querer mais provas, se desse eu voltava no tempo e colocava a familia dele la como judia, ai sim ele teria provas.

Forte abraço.

J. Besouro disse...

O Holocausto existiu e culminou na morte de milhões de pessoas,aqueles que negam sua existencia ou aliam-se a partidos neonazistas não devem ser chamados de seres humanos.

www.casadobesouro.blogspot.com

Nat Valarini disse...

Oi flor!

Acabo de saber que o camarada está se desculpando por ter falado tudo aquilo.

Para mim, não passa de uma manobra política e tals.

De que adianta alguém 'arrochar' o camarada, ele se desculpa, mas não muda seu conceito?

Outra, grande, prova de hipocrisia!

Kiso

http://garotapendurada.blogspot.com/

Thiago Damião disse...

Acontce de tudo mesmo

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Esse bispo é um xarope, em dizer uma besteira dessa. Para ele o holocausto foi uma grande pegadinha, que armaram para os judeus. Era tudo combinado.

•Júnior• disse...

Façam com ele o que foi feito no Holocausto, pra ele ver como é bom... ;)


http://projeto-kraft.blogspot.com/