quarta-feira, 21 de julho de 2010

A trilha sonora do velório.


No último post - Ele morreu - acho que houve uma pequena confusão em relação ao finado.
Não, não foi meu coração que morreu. Foi quem morava nele! Se bem que o coração também nao anda muito bem das pernas e estou pensando seriamente em trocá-lo por um outro órgão qualquer que possa me ajudar a viver com mais vigor; como o fígado, por exemplo!
Estou tentando dar uma pitada de comédia para que a coisa toda não se transforme numa total tragédia. Posso dizer que, por enquanto, tudo se assemelha muito a uma novela mexicana com dramas sofridos, muitas lágrimas e soluços a qualquer hora e lugar. Basta ouvir aquela música que um dia fez parte de um encontro ou ver aquele filme que um dia assisti junto ou um comercial que sorri com ele ou sei lá... lá vem o nó na garganta, os olhos marejam e nada faz calar o choro. E mesmo quando nada te remete a coisa nenhuma!!! Ônibus é um dos meus lugares favoritos para chorar, juntamente com o chuveiro!
Mas prossigo com o propósito do último post: ele deve ser enterrado para que eu apenas chore de saudades de bons momentos sem a perspectiva que um dia esses bons momentos acontecerão novamente.
E é claro que toda essa "mise en scène" tem que ter uma trilha sonora! Se não houvesse uma música especial para tal evento nao seria drama meu...

Analisem letra de Burt Bacharach na voz de Elvis Costello. Perfeita para a segunda fase de uma "fossa"(ainda se usa essa palavra para quem está mal de coração?).



I'll Never Fall In Love Again

What do you get when you fall in love?
A guy with a pin to burst your bubble
That's what you get for all your trouble.
I'll never fall in love again.
I'll never fall in love again.

What do you get when you kiss a guy?
You get enough germs to catch pneumonia.
After you do, he'll never phone you.
I'll never fall in love again.
I'll never fall in love again.

Don't tell me what is all about,
'Cause I've been there and I'm glad I'm out,
Out of those chains, those chains that bind you
That is why I'm here to remind you

What do you get when you fall in love?
You only get lies and pain and sorrow.
*So, for at least until tomorrow,
I'll never fall in love again!
I'll never fall in love again!

Don't tell me what it's all about
`Cause I've been there and I'm glad I'm out
Out of those chains, those chains that bind you
That is why I'm here to remind you. (here to mind you)
What do you get when you fall in love?
You only get lies and pain and sorrow
So, for at least, until tomorrow
I'll never fall in love again
Oh, I'll never fall in love again


* Pelo menos até amanhã!!!!

18 comentários:

Betty Gaeta disse...

Oi Rê,
Depois de muita terapia, aprendi que jogue tudo o que vc puder jogar, e só levante da mesa qdo vc não tiver mais cartas para jogar, pois daí vc sabe que não tem mais esperanças, que não adianta, não tem o que fazer.
Se vc ainda está chorando é pq tem cartas ainda para continuar no jogo. Então vá jogar! Depois lave a alma e parta para outra.
Bjkas e boa noite.

Paulo Tamburro disse...

OI RENATA,

as hortênsias da cidade de Pedro, também morreram, e da cidade de Pedro, das hortênsias, era o que eu mais gostava.

Hoje,cultivo as flores sempre-vivas, nunca mais lembrei das hortênsias.

Posso lhe mandar dúzias de sempre-vivas?

Um abração carioca.

Rogerio disse...

todos temos nossa própria trilha sonora...mas com com tempo aprendi a ser como a fenix que ressurge das cinzas,,,por isso meu coração sempre bate mas e mas...não importa o que aconteça sempre posso ressurgir...

Erica Ferro disse...

Amores morrem e renascem. Basta ter uma oportunidade para isso.

Obrigada pela visita.

=*

Solange disse...

Olá Rê..
eu entendi que no seu post anterior quem tinha morrido não era teu coração..
e o coment que fiz naquele dia, também foi em relação a quem ainda mora no meu,mesmo que morto..eu reluto em enterrar, porque sempre me surpreendo, tentando rescucitá-lo.

bjs.Sol

disse...

É Sol, nessas situações alguem sempre sai ferido e por muitas vezes acaba morrendo!!!
Nosso coração é meio burro, né??
rs

Nina Oliver disse...

Ain Rê... términos são sempre tão complicados... não só pra quem os vive, mas para os que tentam (inutilmente) consolar os que sofrem. Quem já passou por um término sabe (ou pelo menos deveria saber) que palavras não curam feridas. Eu só posso te desejar de coração, que o enterro seja definitivo e que seja o começo de uma nova Renata! Um ode às mulheres sensacionais que são perfeitamente capazes de superar qualquer coisa!! beijinhoos e fique com Deus

Mulher na Polícia disse...

Oi querida!

Então é por isso que você andava reclamando do cupido (lá). rs

Doi. Eu sei. Mas passa. Às vezes demora, mas passa! Daqui a uns dias você vai me contar que passou.

Beijos!

Vicky! disse...

A trilha sonora é bonita, mas super fossa :P
O coração nunca morre, ele sempre renasce ;)

greg disse...

Coração ferido é a pior dor do ser humano, é como morrer e esquecer de cair. Belo post
http://naosentindo.blogspot.com/

Gabiii disse...

vem tomar uma comigo!?

disse...

/\
/\
/\
Beber o defunto???
Só se for TEQUILA!!!!!!
rs

Jonatas Fróes disse...

Elvis Costello é SENSACIONAL! Uma pena ter que ouvi-lo em um momento "fossa" como esse, porque soa muito mais agradável quando estamos de bem com a vida...

Mas de boa. Penso assim: Já foi, já foi, bola pra frente. A vida continua. Boa sorte por ai ;)

;*

http://musikaholic.wordpress.com/

Eduardo o/ disse...

oooooooooooo fossa

;x

;x

fica assim não

se ñ uma hora vc ñ vai consiguir chorar por mais que queira

http://oarlecrim.blogspot.com/

Suzy Carvalho disse...

trocar o coração por um figado eh uma boa pedida ;)
e aah, q tudo fique bem e q nao precise mais chorar por lembranças =)

Rafael disse...

Minha trilha sonora pro velório, tem que ser Guns n' Roses - Don't Cry... tem que ser UAHUAHAUH

Bjaum!

/
www.suportedamente.blogspot.com

LADY DARK ANGEL disse...

Ops comentei no post anterior
mas ele morreu d verdade, ou vc acha q o matou?

Déborah Simões disse...

Muito intenso teu texto...
bjok