segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Pára-raios de Maluco - Eu!


Alguém aí já foi abandonada no meio de um encontro??? Abandonada mesmo, deixada pra tras, no meio da calçada??

Eu já!!!!!!

Nesse último sábado saí com um rapaz que é, no mínimo, um chato de galocha. Foi um segundo encontro, então posso afirmar isso depois de um primeiro encontro e uma semana inteira de conversas via msn. Mas sabe aqueles sábados em que você não tem nada para fazer e se recusa terminantemente a ficar em casa?

O primeiro encontro foi levado na boa com mais dois amigos a mesa que sustentaram uma boa conversa. Porque a todo momento que eu ficava sozinha com a criatura o único plano dele era me levar para a casa dele, que é dos pais, para trepar a noite inteira. Não havia conversa: era ele tentando e eu recusando.

Durante a semana seguinte sempre que o encontrava conectado as frases usuais dele eram “hummm... esse friozinho está bom para...” ou “queria você na minha cama agora...”. Minhas tentativas de desenvolver uma conversa um pouco mais inteligente fracassavam a todo o momento.

E de tanto o moço insistir num novo encontro, aceitei.

Encontro marcado para as 21h. As 21.10 liguei querendo saber se ele havia desistido, afinal minha tolerância de atraso havia acabado. Ele respondeu que já estava chegando. Mais dez minutos e liguei mais uma vez: “E aí? Ta aonde?”. “Já estou na sua rua!!!” Meu bairro é tão pequeno que dá para percorre-lo em 1 minuto e meio. E ele levou mais dez minutos...

Bem, o que fazer alem de ficar irada e mandar um pequeno esporro quando entrei no carro?

- Oi, tudo bem? - ele pergunta esperando um beijo.

- Tudo bem, mas não faça mais isso. - sem beijo e olhando bem nos olhos dele.

- Isso o que?

- Esse atraso. Não faça mais isso. Você me deixou esperando meia hora embaixo de chuva. Eu detesto que me larguem esperando e sabe por quê? Porque sou pontualíssima, não deixo ninguém esperando até por uma questão de educação.

- Poxa amor (amor??? Quem te deu essa intimidade??) ainda são nove e dez.

- Alem de tudo não sabe ver horas. Mas tudo bem, já foi. Vamos passar uma noite agradável sem tocar mais nesse assunto.

Silencio.

Conversamos amistosamente no carro e prosseguimos com o plano inicial de algum lugar tranqüilo onde eu pudesse beber um bom vinho e ele uma cerveja, em garrafa. Sim porque alem de chato é um pão duro do cacete. Não pode ir a um lugar onde a cerva é long neck: É muito mais caro, oras!!! (Eu já devia saber, afinal tive que rachar a conta do primeiro encontro.)

Bem, eu prossegui com esse plano. Ele já tinha outra coisa em mente.

Quando eu pedi para que ele parasse em algum lugar para que eu comprasse cigarros, ele parou, eu fui comprar e quando eu voltei........... Cadê??? Cadê???? O moço foi embora, me abandonou... rsrsrs

Eu tinha três opções: sentar e chorar; esbravejar como uma louca ou acender meu cigarro e seguir tranquilamente para a casa. Prossegui tranquilamente e tive uma agradável surpresa: encontrei um amigo saindo do supermercado. Conversamos por alguns minutos e nem precisei pensar duas vezes quando ele me convidou para ir para a sua casa. O vinho estava ótimo, a cia excelente e a noite terminou de forma inesperada e muito melhor do que eu podia esperar.

E antes dele me levar para a casa ainda fez a gentileza de passar na minha seção eleitoral para que eu votasse e não precisasse mais sair de casa, podendo descansar por todo o domingo chuvoso!!!!

E pensa que a história terminou aqui??

No domingo à noite o sujeito xarope me ligou dizendo que estava passando mal e sem ar (????? Então pra que me ligou??? Devia ter ligado para um médico). Pediu desculpas dizendo que estava passando muito mal e por isso tinha ido embora (????????????? O que eu podia fazer alem de rir???) Disse que também ficou chateado pelo esporro que tomou e que parecia que eu não estava a fim de estar com ele. (e não estava mesmo, mas queria sair... sacrifícios devem ser feitos de vez em quando, né?) Ficou repetindo essa historinha e, pasmem, pediu para remarcar para o próximo sábado!!! (só posso pensar que ele é desprovido de qualquer inteligência)

Ele pediu, né? Tomou outro esporro. Sarcasticamente eu disse que estava tudo bem e desliguei o telefone. Tenho certeza que essa criatura sem noção insistirá mais algumas vezes. Só não sei se é por vontade de me ‘pegar’ ou de me fazer perder a paciência.



23 comentários:

Solange disse...

Rê..
inacreditável..o cara te deixa na rua..
ainda bem, não é?
conhece aquela frase que tá na moda?
"nada acontece por acaso"..
(ele não sabe o favor que te fez)
bjs. amiga..
adoro teus textos..
Sol..

Pingo de Mel disse...

rsrsrs....adorei sua historia..que cara sem noçao meu Deus...

disse...

"Na rua, chuva, mas nao na fazenda... na calçada!!!"
rsrsrsr
Éééé Sol, podemos usar um monte de bons chavoes - Há males que vem para o bem.

Sem noção é pouco !!

Fabiane Aline disse...

Hahahaha... Desculpa, mas onde você encontrou esse ser? É muito sem noção. Deixa você sozinha e tem a cara de pau de falar contigo no outro dia, querendo marcar um novo encontro? Eu não sei pq ainda me surpreendo com essas histórias, deve ter dentro de mim algo chamado esperança de não ver mais isso. Amiga, pelo menos a noite terminou bem, né? Beijinhos.

Betty Gaeta disse...

Oi Rê,
Vc é muito boazinha! Eu já teria marcado um encontro para o próximo sábado e durante uma semana eu poderia até cevar bem este cara. Sabe quando eu iria? Nunquinha! Ia deixar ele esperando e muito!
Bjkas e uma semana maravilhosa para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

In Barlow disse...

Vala meu Deus!!!!....

esse é doido registrado!

nunca faria uma coisa dessas

Gabiii disse...

Ele é um otário...
Deve ter tido uma surpresa desagradável no carro e sujou as calças.;.. por isso sumiu! Certeza!!!

Flávia Shiroma disse...

Se fosse eu, faria como a Betty disse: marcaria e não iria!!!!
Que cara idiota! (desculpe o termo, rs)
Eu e uma amiga também fomos largadas no portão de casa acredita?
Nos arrumamos toda e os caras chearam na casa dela pra gente sair. De repente um deles disse que tinha esquecido a carteira em casa e que já voltava.
Ficamos eu e ela ali no portão esperando............ATÉ HOJE!!!!! kkkkkkkkkkkk

Os caras nunca voltaram amiga!!!!!!!!! Acredita????
Esse mundo tem muito doido!!!! kkkkkkkkk

Nossa, como vc é paciente!!!!!
Ainda bem que não perdeu a noite.

Bjs
obs.: obrigada pelo comentário la no blog! ;)

disse...

Flavia!!!!
Os carinhas daí devem ter estudado na mesma escola que o carinha daqui!!!! E estudaram juntos!!!
rsrrsrsrsrrsrsrr

Pelo menos essa história esta me rendendo boas risadas!!!!
Beijos

Losterh disse...

Cara, isso foi bizarro. Mas ainda bem que seu amigo apareceu.
Eu também as vezes converso com pessoas malas pela falta do que fazer, mas logo me encho e saio andando. Seja qual for o motivo dele para ter feito isso com você, que bom que pelo menos para dar a oportunidade de você encontrar com seu amigo serviu.

Ai, ai. Esses malas que acham que tem o pinto de ouro. Fail.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Renata...não é que dessa história pode nascer um conto engraçado...
Mas que figura hein...realmnte não dá para ntender, mas sinceramente...nem tente...rs
Um abraço na alma...
beijo

Paulo Tamburro disse...

OI RENATA,

CHUTA QUE É MACUMBA!!!

UM ABRAÇÃO CARIOCA.

Bella disse...

Olá,muito bom blog :D
vi na comu do orkut , continue assim !
passa lá: www.bellanoblogg.blogspot.com

• Murillo Japa disse...

Opa Tudo bem ?
Dando uma visita (espero retribuicao rs) :D
Muito bom seu Texto .

Abraço .

William disse...

Caramba, situação sinistra....
No mínimo, chuta o balde e dê muita risada.
Estou retribuindo sua visista e claro, seguindo teu blog também.
Sucesso.

Eu, ΞĐU disse...

Oi, Rê...
Muuito bom o seu blog, suas idéias e seu bom gosto. Parabéns pelo trabalho.
Estou te seguindo.
Beijos no coração,
EDU (http://edurjedu.blogspot.com)
Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=4691439143998052531

Eu, ΞĐU disse...

Oi, Renata...
Muuito bom o seu blog, suas idéias e seu bom gosto. Parabéns pelo trabalho.
Estou te seguindo.
Beijos no coração,
EDU (http://edurjedu.blogspot.com)
Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=4691439143998052531

meus instantes e momentos disse...

não existe motivo para se deixar uma pessoa na rua, e simplesmente ir embora.
existem coisas que não se justificam, essa é uma delas...
Tenha um ótimo dia.

Maurizio

Mikaele Tavares disse...

Olá garota...

Acabei de ler tua histórias, tem caras que a gente pensa que eles chegaram ao limite mas ele sempre se superam. OMG!

O legal é que teve um desfecho feliz e vc pode rir e nos fazer rir =)

Michelle Lynn disse...

Ah que pessoa babaca. Concordo com a Betty, iria enganá-lo e fazê-lo de bobo o máximo possível!

Mas, ainda bem que teve um final feliz!

Abraços.

Vera disse...

Ahahahahahah!
A-m-e-i a imagem do post. E sinceramente? Ri demais com sua história. (Pimenta nos olhos dos outros é realmente refresco).
Estou impressionada com a falta de noção da sua ex-criatura.
Mas ainda bem que você encontrou seu amigo. ;-)

Olha, só pelo que li do outro, digo: Renata, agradeça por não ter dado certo. Você é muita areia pro caminhão dele.


Beijo!

v.adena disse...

Hahahahaha... Fantástico!

Saudades.


Bjos.

Wilson disse...

Que pena esse cara não aproveitar a chance de uma boa conversa com alguém tão especial como voce. Azar dele.