domingo, 11 de maio de 2008

A Criança e Deus (em homenagem ao Dia das Mães)


Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus:
“Dizem-me que estarei sendo enviada à Terra amanhã... Como eu vou viver lá, sendo assim pequena e indecisa?”

E Deus disse: “Entre muitos anjos, Eu escolhi um especial para você. Estará lhe esperando e tomará conta de você.”

Criança: “Mas diga-me, aqui no céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?”

Deus: “Seu anjo cantará para você... A cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz.”

Criança: “Como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?”

Deus: “Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.”

Criança: “E o que farei quando quiser te falar?”

Deus: “Seu anjo juntará sua mãos e lhe ensinará a rezar.”

Criança: “Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?”

Deus: “Seu anjo lhe defenderá sempre, mesmo que signifique arriscar sua própria vida.”

Criança: “Mas eu serei sempre triste porque eu não te verei mais.”

Deus: “Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim, ensinar-lhe-à a maneira de vir a Mim, e Eu estarei dentro de você.”

Nesse momento havia muita paz no céu, mas vozes da Terra já podiam ser ouvidas.

A criança, apressada, pediu suavemente:
“Oh, Deus, se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me, por favor, o nome do meu anjo.”

E Deus respondeu:
“Você chamará seu anjo de... MÃE!”



(desconheço o autor)

3 comentários:

Denise disse...

Eita q só estamos falando sobre filhos, né?

Lindo o texto!

Bjks!

disse...

rsrsrsrsrs
Não tem jeito. Eles são o 'centro' de nossa a tenção e de nossa vida!!!

Francis disse...

Sentimental confesso, é o que sou.

Lindo texto, muito bem escolhido lady.

Beijos.