domingo, 25 de maio de 2008

"Minha alma canta..."



 Milton Nascimento - Samba do Avião


Samba do Avião

Composição: Antônio Carlos Jobim


Eparrê
Aroeira beira de mar
Canôa Salve Deus e Tiago e Humaitá
Eta, costão de pedra dos home brabo do mar
Eh, Xangô, vê se me ajuda a chegar

Minha alma canta
Vejo o Rio de Janeiro
Estou morrendo de saudades
Rio, seu mar
Praia sem fim
Rio, você foi feito prá mim
Cristo Redentor
Braços abertos sobre a Guanabara
Este samba é só porque
Rio, eu gosto de você
A morena vai sambar
Seu corpo todo balançar
Rio de sol, de céu, de mar
Dentro de um minuto estaremos no Galeão
Copacabana, Copacabana

Cristo Redentor
Braços abertos sobre a Guanabara
Este samba é só porque
Rio, eu gosto de você
A morena vai sambar
Seu corpo todo balançar
Aperte o cinto, vamos chegar
Água brilhando, olha a pista chegando
E vamos nós
Pousar...

6 comentários:

Denise disse...

E eu estou morrendo de saudades é de vc!
Bjks!

Denise Martins disse...

Oi, Rê!
Agora sou mesma fazendo esse comentário, linda essa paisagem do Pão de Açúcar, tenho orgulho de morar nessa cidade por tantas belezas naturais e divinas. Pra vc Rê meu forte abraço de saudades e muitos beijos de alegria.

disse...

Eita...
Que 'to' com saudades dessas duas Denises tambem!!!
rsrsrs

Lady Dê disse...

Pronto, agora entrei como "eu".
Acho q é mal de Denise gostar de vc!
Bjks!

Francis disse...

A bossa nova me lembra como é bom colocar um velho calção de banho em um dia pra vadiar, vendo um mar que não tem tamanho e um arco-iris no ar...

disse...

Um dia pra vadiar diante de uma paisagem dessa... afff
É de tirar o folego mesmo, né?
Pena que não dá para vadiar todo dia!!!